Houve um trágico acidente ocorrido em Beirute, no Líbano nesta semana. A Associação Nacional para Difusão do Adubo Anda oferece todo o apoio à comunidade brasileira e libanesa atingida pela tragédia e divulga uma nota de esclarecimento sobre o produto que é utilizado em fertilizantes.

Em referência ao nitrato de amônio, a ANDA esclarece que o composto é um produto químico com aplicação na agricultura como fertilizante e matéria-prima para fabricação de gases anestésicos, tratamento de esgotos e produção de explosivos civis.

Todos os fertilizantes à base de nitrato de amônio são, em condições normais, substâncias estáveis que por si próprias não apresentam riscos e não são inflamáveis. Entretanto eles podem se decompor, mas apenas se expostos a condições inadequadas de calor, contaminação ou confinamento. Caso tal decomposição ocorra e não seja debelada adequadamente, pode ocasionar o aumento da intensidade do fogo ou mesmo causar explosões.

No Brasil a regulamentação das questões envolvendo o produto é de responsabilidade da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), ligado ao Exército brasileiro. O regulamento estabelece uma série de requisitos que vão de rígidas exigências sobre locais para armazenamento, manuseio, transporte, estoque em entrepostos ao manejo para aplicação no solo.

Portanto, seguidas as orientações da Portaria Colog, as recomendações das autoridades e boas práticas da indústria, a ANDA entende que as operações com nitrato de amônio são seguras.
Fonte: ANDA