Em participação recente no Congresso da ABAG, a FMC, uma das maiores empresas de ciência para agricultura do mundo com mais de 130 anos, respaldado pelo assunto Lições para o Futuro, colocou a inovação como ferramenta para a construção de um amanhã promissor para o agronegócio brasileiro. A inovação é fundamental para criação de novas soluções para o campo, mas inovar é algo que deve acontecer respeitando a sustentabilidade, para entregar ainda mais benefícios ao produtor, lembrou a FMC.

Marcelo Okamura

Os negócios precisam das inovações para que com elas possam produzir mais e melhor. As projeções apontam para um crescimento até 2030 de mais de 45 milhões hectares de soja plantada e mais de 20 milhões hectares de milho. “Estamos falando de uma estimativa que realmente elevará a produção de alimentos para o mundo. A FMC hoje se preocupa com esse cenário e como pode ajudar o produtor rural a superar esse desafio. Por isso, em nosso pipeline temos a previsão de lançar cerca de 17 novos produtos nos próximos oito anos e, muitos deles possuem novos modos de ação, ou seja, são realmente inovações”, conta Marcelo Okamura, Diretor de PD&I da América Latina da FMC.

A FMC mantém seu foco 100% no mercado agrícola e em produzir soluções que cada vez mais unam a tecnologia e o controle, de forma sustentável. “Nos últimos anos, ela se focou no segmento agrícola, e desde então, temos desenvolvido diversas inovações. Investimos mais de 7% do seu faturamento bruto para P&D.”, conta o Diretor.

“O agro tem apoiado o país, com sua competitividade na entrega do que é produzido aqui e comercializado fora, mas para que ainda possamos ter visões novas para o futuro muito precisará ser realizado no agronegócio e nos negócios do país como um todo. Portanto, inovação com sustentabilidade e, sem prejuízos ao meio ambiente, continuarão em voga por muitos e muitos anos”. finaliza Okamura

Fonte: Assessoria de imprensa