Pensando em oferecer uma solução biodegradável ao excesso de embalagens descartáveis no meio ambiente, a Já fui mandioca desenvolveu bioembalagens 100% ecológicas e feitas de fécula de mandioca. Segundo o CEO da empresa, Stelvio Mazza, os produtos viram adubo em até 90 dias.

Mazza afirma que seus principais clientes são grandes empresas preocupadas com o destino das embalagens, como Google e Uber, e restaurantes veganos/vegetarianos e orgânicos. “Nós dobramos nosso faturamento em 2019, comparando com 2018, e seguimos com aumento agora em 2020. Estamos lançando uma linha de embalagens para sorvetes que vira adubo em 20 dias no jardim, com água da chuva”, ressalta.

O empresário, amante de inovação, abandonou uma carreira em multinacionais de tecnologia em busca de um propósito maior e um mundo mais sustentável. Assim, criou a Já fui mandioca. Stelvio Mazza será palestrante e contará sobre o desenvolvimento da empresa no Open Food Innovation Summit.

A Open Food Innovation Summit 2020 é o maior evento da América Latina sobre inovação e tecnologia em toda a cadeia de alimentos. Organizado por Open Food Institute (https://openfoodinstitute.com/) e Inventa Evento (http://www.inventaevento.com.br/), reúne todos os elos da cadeia do alimento no Brasil: desde a produção, passando pela indústria, as tecnologias empregadas no processo e os resíduos. Esta edição será totalmente online e interativa, acontecendo dias 14 e 15 de outubro . Mais em: https://www.instagram.com/openfoodinstitute/

Fonte: Assessoria de imprensa