Ao lado e coladinho à entrada da Primavera de 2020 está chegando a nova Revista Agrimotor. Após um longo período sabático, estamos de volta com o vigor renovado e uma vontade enorme de fazer a diferença e de trazer para as nossas páginas os assuntos do dia a dia do Agronegócio.

Começamos de forma auspiciosa com uma entrevista absolutamente exclusiva com um dos pilares do Agronegócio brasileiro, que é o Prof. Dr. Roberto Rodrigues, simplesmente ex-ministro da Agricultura (2003 – 2006) e coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, o FGVAGRO.

Não foi fácil abrir um espaço na atribulada agenda desse ilustre entrevistado, pois todo mundo que transita no setor sabe quanto ele é querido e requisitado para todo tipo de eventos, de pronunciamentos e de reuniões nacionais e internacionais. Pois bem, além de manifestar o seu ponto de vista e de pintar o retrato exato do que está acontecendo e do que ainda vai acontecer na área, o Dr. Roberto deu uma verdadeira aula do que o Brasil precisa fazer para alcançar definitivamente a posição de campeão da segurança alimentar no mundo.

Mas não paramos por aí. Nesta edição, trazemos um artigo muito importante e específico sobre custos de manutenção de colhedeiras, assinado por outro querido amigo da Revista Agrimotor, o Eng. Angelo Banchi, consultor de sistemas de Piracicaba/SP. Além dele, o respeitado articulista José Luiz Tejon, que sempre marcou presença em nossas páginas no passado, também retorna nesta nova Agrimotor, falando sobre o candente tema da sustentabilidade. E não deixe de ler aqui também os outros conteúdos desta edição, em especial as reportagens sobre irrigação, impostos e o papel da telemetria no Agronegócio.

E é assim, agora no formato digital – mais ágil e ao alcance de um clique em seu computador, notebook, celular ou tablet –, que a Revista Agrimotor volta a encontrar, com muita alegria, o seu público querido.

Interaja com a gente, e deixe-nos conhecer suas opiniões, por meio de comentários, sugestões, críticas e elogios também, por que não?! Acredite, cada um de vocês representa a razão da nossa existência. Portanto, sinta-se em casa – ou, melhor, no campo – para falar sempre com a gente!

Um abraço do tamanho do Agronegócio brasileiro e boa leitura a todos!

Henrique Pátria
Editor Responsável