O caminhão, equipado com o Tracker Log e que tinha a cor original branca, foi localizado no dia 30 de setembro, na Rodovia PR-317, em Maringá, pintado de vermelho. Quando a polícia chegou ao local, suspeitou da adulteração e com um teste químico descobriu a cor original. A perícia também identificou alterações nos números do chassi e nos vidros A adulteração do veículo, um caminhão Scania avaliado em quase R$ 200 mil, não foi suficiente para driblar os caçadores do Grupo Tracker, no Paraná.

“Nunca desistimos de encontrar um bem. Na ocasião da ocorrência, o Comando de Operações foi avisado quase um dia após o roubo, o que reduziu significativamente as chances de localização. Ainda assim, acionamos equipes por terra e pelo ar para auxiliar na captação do sinal do rastreador instalado. Desde então, mantivemos o rastreamento terrestre, ininterrupto”, conta o coordenador do Comando de Operações do Grupo Tracker, Vitor Correa.

O Grupo Tracker é a maior empresa de rastreamento do Brasil e possui a maior rede privada de antenas de radiofrequência da América Latina. Em 20 anos de atividade no país, já realizou mais de 53 mil recuperações, evitando um prejuízo de cerca de R$ 4,8 bilhões.

Fonte: Assessoria de imprensa